Radiofrequência Curitiba

O aquecimento tecidual endôgeno é conseguido através das características construtivas para cada tipo de eletrodo aplicador, onde o fluxo da corrente elétrica de alta frequência no tecido local provoca a elevação da temperatura por efeito joule (aquecimento seletivo tecidual. Como resultado, as fibras colágenas contraem aumentando a síntese de um novo colágeno (neocolagenese progressiva).
Além disso, há um incremento no aporte sanguíneo e vascularização na área promovendo a descompressão dos tecidos tratados, justificando os efeitos do fluxo da corrente de radiofrequência na celulite, fibrose, aderências teciduais e flacidez de pele.

*estudo científico :http://www.patriciafroes.com.br/gestao/img/publicacoes/e09a1147c6f25bf5fd8ca9df6d5da49e.pdf

Entenda como funciona :